Tuesday, March 28, 2006

Velhos tempos.. Belos dias...

Chego em casa. Na geladeira, uma fatia de bolo de cenoura. Cobertura de chocolate. Nem gosto muito de doces. Nem gosto muito de bolos. Mas, de repente, quando vi aquela fatia de bolo de cenoura, não sei por que... Mas senti uma saudade dos bolos que eu fazia antigamente... Antigamente mesmo, há muitos anos... sem exageros...

Houve uma época na minha vida em que não fazia outra coisa, a não ser cozinhar. Quer dizer, eu fazia outras coisas, mas também, cozinhava. E cozinhava muito. Às vezes, eu tirava o dia somente para preparar coisas gostosas, inventava receitas, modificava uma coisa ali, outra acolá... Passava horas dentro da cozinha... Depois congelava tudo. Meu freezer vivia cheio de guloseimas. Era ótimo, porque sempre que dava vontade de comer uma coisa diferente, era só descongelar e pronto. Ou então, quando chegava uma visita sem avisar (argh, odeio quem chega sem ao menos dar um telefonema antes!), eu tinha lá, sempre algo a oferecer...Ai ai, velhos tempos... Belos dias...

Hoje, não tenho mais paciência para essas aventuras na arte culinária...Não consigo nem ficar mais de vinte minutos dentro de uma cozinha. A não ser que seja uma data especial, ou eu tenha um convidado igualmente valioso.

E, até por isso, qualquer novidade na geladeira aqui de casa, ou trata-se de fruto de minha ida a uma delicatessen, ou Juliana (que trabalha aqui em casa) teve um surto emocional e resolveu fazer.. Ou, então, alguém (um vizinho, a mãe do namorado de Amanda, ou a minha mãe...) resolveu mandar... Dificilmente, a novidade deliciosa, linda, e que dá água na boca, é de minha autoria.

Acho que esse negócio de cozinhar é realmente uma arte. A gente precisa de inspiração, precisa de estímulo..
Caso contrário, mal dá vontade de preparar uma macarronada. E, de sobremesa, no máximo, algo bem rápido, como um brigadeiro, sem se dar nem ao trabalho de enrolar. Tirar da panela, pôr num prato e pronto. Quem quiser, que coma de colher...

É isso.

Mas por que estou divagando a respeito desse assunto mesmo? Ah, sim. O bolo de cenoura na minha geladeira. Amanda avisou que é dela e que ninguém ouse tocar... A mãe do namorado mandou.

Tá certo. Eu não gosto mesmo de doces...

Roubei só um pedacinho. Só para me sentir voltando a um tempo do qual tenho saudade. E me lembrar de como era bom quando eu me dedicava à arte de cozinhar...

(Amanda acaba de me permitir comer {mais} um pedaço do bolo... É... A mãe do namorado dela anda inspirada. O bolo está realmente muito gostoso. Ai ai..)

E eu estou precisando de inspiração. Mas hoje, cheia de provas para corrigir, aulas para preparar, e dia nublado... Impossível!

Amanhã penso nisso!

2 comments:

Amanda Luz said...

=)

J said...

nada melhor do que dá pegar um pedacinho como quem nao quer nada...depois mais um pouquinho....as vezes é até melhor do que ter aquele bolo todo pra voce...

em tempo,em tempos antigos, muiiiiiiiiiiiiiito antigos, nao gostava de bolo de cenoura mas com cholate de cobertura adorava...